Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

1o. de Mayo - Plaza dela revolución

 

1o. de Mayo - Plaza dela revolución

 

Caramez, Eu, Cari, Marcello, Zeze Caramez

 

Caramez, Eu, Cari, Marcello, Zeze Caramez

 

E, não são as águas de março fechando o verão

2011 O Rio de Janeiro continua lindo, acariciado pelo mar que bordeja suas costas, coroado majestosamente por suas montanhas, com sua gente simpática, sorridente, quase feliz, conseqüência seguro deste encontro das águas, do vento que toca seu corpo, do verde que ilumina desde afora até o recanto mais oculto do seu ser. Quarenta e cinco anos depois da tragédia das águas de 1966, um tremendo aguaceiro numa tarde de fim de abril e não março como cantou Tom Jobim, inunda a cidade trazendo o caos. Nem acabamos de sair da tragédia das cidades serranas, pedras, deslizamentos nas comunidades construídas em áreas de risco, arrebatam nosso sono, levando-nos ao limite do stress. A velha pergunta paira no ar. A quem cobrar responsabilidades? Ao atual prefeito com certeza não será. Simples, fácil a resposta. Governando há apenas dois anos a cidade de São Sebastião, instalou - “O Centro de Operações vai nos permitir que tenham pessoas olhando 24 horas pela cidade a partir do dia 31. Mas existe

E, não são as águas de março fechando o verão

2011 O Rio de Janeiro continua lindo, acariciado pelo mar que bordeja suas costas, coroado majestosamente por suas montanhas, com sua gente simpática, sorridente, quase feliz, conseqüência seguro deste encontro das águas, do vento que toca seu corpo, do verde que ilumina desde afora até o recanto mais oculto do seu ser. Quarenta e cinco anos depois da tragédia das águas de 1966, um tremendo aguaceiro numa tarde de fim de abril e não março como cantou Tom Jobim, inunda a cidade trazendo o caos. Nem acabamos de sair da tragédia das cidades serranas, pedras, deslizamentos nas comunidades construídas em áreas de risco, arrebatam nosso sono, levando-nos ao limite do stress. A velha pergunta paira no ar. A quem cobrar responsabilidades? Ao atual prefeito com certeza não será. Simples, fácil a resposta. Governando há apenas dois anos a cidade de São Sebastião, instalou - “O Centro de Operações vai nos permitir que tenham pessoas olhando 24 horas pela cidade a partir do dia 31. Mas exis

Todo tirano constrói sua piramide, todo prefeito tem seu temporal

1966 - Laranjeiras, bairro bucólico onde o bondinho fazia a volta lá no largo do Cosme Velho. Tranqüilo, cantado em verso e prosa pelo escritor maior Machado de Assis era o sonho de todo carioca. O fascínio do bairro nobre onde o cheiro discreto do mar se misturava ao olor do verde ,abençoado pelo Cristo encravado aos seus pés. Laranjeiras incitava ao pensamento, quiçá daí ter tido tantos revolucionários na história recente do Brasil. A ditadura seguia seu rumo destruindo famílias, infiltrando-se nas faculdades, mapeando nossas vidas. Nós buscávamos saídas. Aliar o estudo era um deles. Estudávamos para o vestibular da UERJ – Íamos fazer Direito. Tudo na ponta da língua. Terminara a faculdade de Letras, mas o sonho maior era conhecer as leis para fazer justiça. Fausto, fora buscar-me. Entramos na Rua das Laranjeiras pela Pinheiro Machado vindos da Moura Brasil pertinho do Fluminense. De repente, o aguaceiro numa onda gigantesca carregava tudo.O imaginável. Colchões, lixo, pedaços d

Todo tirano constrói sua piramide, todo prefeito tem seu temporal

1966 - Laranjeiras, bairro bucólico onde o bondinho fazia a volta lá no largo do Cosme Velho. Tranqüilo, cantado em verso e prosa pelo escritor maior Machado de Assis era o sonho de todo carioca. O fascínio do bairro nobre onde o cheiro discreto do mar se misturava ao olor do verde ,abençoado pelo Cristo encravado aos seus pés. Laranjeiras incitava ao pensamento, quiçá daí ter tido tantos revolucionários na história recente do Brasil. A ditadura seguia seu rumo destruindo famílias, infiltrando-se nas faculdades, mapeando nossas vidas. Nós buscávamos saídas. Aliar o estudo era um deles. Estudávamos para o vestibular da UERJ – Íamos fazer Direito. Tudo na ponta da língua. Terminara a faculdade de Letras, mas o sonho maior era conhecer as leis para fazer justiça. Fausto, fora buscar-me. Entramos na Rua das Laranjeiras pela Pinheiro Machado vindos da Moura Brasil pertinho do Fluminense. De repente, o aguaceiro numa onda gigantesca carregava tudo.O imaginável. Colchões, lixo, pedaços

A vida é bela

Depois de tantos feriados, de quarta a domingo encarar uma segunda – feira só se o inesperado aprontasse uma surpresa. Comecei por ir ao dermatologista que eu creia ser o mesmo de muitos anos atrás, pois a minha querida Bruna anda desaparecida desde que foi trabalhar na Clinica do Eike Batista. O dermatologista não valeu. Deixei um recado no celular dela. Um mal estar começava a incomodar minha garganta , uma leve dor de cabeça e de pronto febre. Caramba, não posso. Tenho que ir a São Paulo gravar meu depoimento para a novela Amor e revolução a convite de Tiago Santiago. Ä noite jantaria com um dos maiores poetas deste Pais Thiago de Mello. No dia seguinte, como sempre faço iria ver meus dois Zés - o amor eternizado José Ibrahim, o outro Zé – companheiro de longas datas por quem nutro uma profunda admiração e carinho – o Dirceu, e se a vida permitir rever alguns velhos amigos. Tudo errado. A virose – designação utilizada para resfriados, gripes, dengues, infecções intes

A vida é bela

Depois de tantos feriados, de quarta a domingo encarar uma segunda – feira só se o inesperado aprontasse uma surpresa. Comecei por ir ao dermatologista que eu creia ser o mesmo de muitos anos atrás, pois a minha querida Bruna anda desaparecida desde que foi trabalhar na Clinica do Eike Batista. O dermatologista não valeu. Deixei um recado no celular dela. Um mal estar começava a incomodar minha garganta , uma leve dor de cabeça e de pronto febre. Caramba, não posso. Tenho que ir a São Paulo gravar meu depoimento para a novela Amor e revolução a convite de Tiago Santiago. Ä noite jantaria com um dos maiores poetas deste Pais Thiago de Mello. No dia seguinte, como sempre faço iria ver meus dois Zés - o amor eternizado José Ibrahim, o outro Zé – companheiro de longas datas por quem nutro uma profunda admiração e carinho – o Dirceu, e se a vida permitir rever alguns velhos amigos. Tudo errado. A virose – designação utilizada para resfriados, gripes, dengues, infecções in

Entrevista do torturador da Presidenta Dilma Housseff

Torturador da presidenta Dilma, tenente-coronel Maurício Lopes Lima não permitiu que se fizesse foto atual dele, mas o IG reproduziu uma fotografia do fardado de décadas passadas. Há coisas que passam pelas vistas dos leitores e eles ignoram. Às vezes são publicadas determinadas entrevistas pela mídia e não se sabe por que não repercutem como deveriam. A entrevista de um oficial do Exército brasileiro que torturou a presidenta Dilma foi um desses assuntos que poucos comentaram. Por que? Afinal aquele homem foi acusado pelo Ministério Público Federal de participar da morte de seis presos políticos e torturar outras 20 pessoas, entre elas a presidenta Dilma Rousseff. Falamos do tenente-coronel reformado do Exército Maurício Lopes Lima que descreve a violência nos porões da ditadura como algo "corriqueiro". Na mesma semana em que o presidente Luís Inácio Lula da Silva declarou que o torturador de sua sucessora hoje deveria estar se torturando, a reportagem do iG encontrou o mili

Entrevista do torturador da Presidenta Dilma Housseff

Torturador da presidenta Dilma, tenente-coronel Maurício Lopes Lima não permitiu que se fizesse foto atual dele, mas o IG reproduziu uma fotografia do fardado de décadas passadas. Há coisas que passam pelas vistas dos leitores e eles ignoram. Às vezes são publicadas determinadas entrevistas pela mídia e não se sabe por que não repercutem como deveriam. A entrevista de um oficial do Exército brasileiro que torturou a presidenta Dilma foi um desses assuntos que poucos comentaram. Por que? Afinal aquele homem foi acusado pelo Ministério Público Federal de participar da morte de seis presos políticos e torturar outras 20 pessoas, entre elas a presidenta Dilma Rousseff. Falamos do tenente-coronel reformado do Exército Maurício Lopes Lima que descreve a violência nos porões da ditadura como algo "corriqueiro". Na mesma semana em que o presidente Luís Inácio Lula da Silva declarou que o torturador de sua sucessora hoje deveria estar se torturando, a reportagem do iG encontrou o mil

Cuba, 50 anos de sua opção pelo socialismo

Linda por natureza, paradisíaca, povoada por índios tainos, colonizada por espanhóis, Cuba marcou por suas lutas uma posição de destaque na história da América. A Guerra de independência liderada por seu expoente maior José Martí – criador do Partido revolucionário cubano, político, jornalista, pensador, filosofo, poeta, seu pensamento transcendeu as fronteiras e ganhou caráter universal. Aliou-se a Antonio Maceo, Maximo Gomez e desembarcaram em Playitas de Cajobabo para expulsar os espanhóis. As Guerras como costumam ser cruéis, desumanas, e José Martí morre prematuramente. Em Havana, dois anos depois em uma emboscada cae Antonio Maceo. Após a sangrenta luta contra o domínio espanhol, Cuba se vê dominada por um novo explorador os Estados Unidos da América. Guerreiros natos, patriotas sempre, herdeiros de uma diversidade cultural sui generis, onde liberdade e justiça não são classificadas como sonhos irrealizáveis. Jovens procedentes de distintas camadas sociais se organizam sob o

Cuba, 50 anos de sua opção pelo socialismo

Linda por natureza, paradisíaca, povoada por índios tainos, colonizada por espanhóis, Cuba marcou por suas lutas uma posição de destaque na história da América. A Guerra de independência liderada por seu expoente maior José Martí – criador do Partido revolucionário cubano, político, jornalista, pensador, filosofo, poeta, seu pensamento transcendeu as fronteiras e ganhou caráter universal. Aliou-se a Antonio Maceo, Maximo Gomez e desembarcaram em Playitas de Cajobabo para expulsar os espanhóis. As Guerras como costumam ser cruéis, desumanas, e José Martí morre prematuramente. Em Havana, dois anos depois em uma emboscada cae Antonio Maceo. Após a sangrenta luta contra o domínio espanhol, Cuba se vê dominada por um novo explorador os Estados Unidos da América. Guerreiros natos, patriotas sempre, herdeiros de uma diversidade cultural sui generis, onde liberdade e justiça não são classificadas como sonhos irrealizáveis. Jovens procedentes de distintas camadas sociais se organizam sob

Valeu a pena ter vivido para o espetáculo de hoje, e vale a pena lembrar sempre os que morreram para torná-lo possível.

50 anos da declaração Cuba Socialista desfile de Aniversário Hoje tive o privilégio de apreciar o impressionante desfile com que nosso povo comemorou o 50º Aniversário da proclamação do caráter Socialista da Revolução e da vitória de Praia Girón. Também se iniciou nesse dia o Sexto Congresso do Partido Comunista de Cuba. Desfrutei muito da narração pormenorizada e da música, gestos, rostos, inteligência, marcialidade e combatividade de nosso povo; a Mabelita na cadeira de rodas com o rosto feliz e às crianças e adolescentes de “La Colmenita” multiplicados várias vezes. Valeu a pena ter vivido para o espetáculo de hoje, e vale a pena lembrar sempre os que morreram para torná-lo possível. Ao iniciar-se nesta tarde o Sexto Congresso pude constatar, nas palavras de Raúl e no rosto dos delegados ao máximo evento de nosso Partido, o mesmo sentimento de orgulho. Podia estar na praça, talvez uma hora debaixo do sol e do calor reinante, mas não três horas. Atraído pelo calor humano ali presente

Valeu a pena ter vivido para o espetáculo de hoje, e vale a pena lembrar sempre os que morreram para torná-lo possível.

50 anos da declaração Cuba Socialista desfile de Aniversário Hoje tive o privilégio de apreciar o impressionante desfile com que nosso povo comemorou o 50º Aniversário da proclamação do caráter Socialista da Revolução e da vitória de Praia Girón. Também se iniciou nesse dia o Sexto Congresso do Partido Comunista de Cuba. Desfrutei muito da narração pormenorizada e da música, gestos, rostos, inteligência, marcialidade e combatividade de nosso povo; a Mabelita na cadeira de rodas com o rosto feliz e às crianças e adolescentes de “La Colmenita” multiplicados várias vezes. Valeu a pena ter vivido para o espetáculo de hoje, e vale a pena lembrar sempre os que morreram para torná-lo possível. Ao iniciar-se nesta tarde o Sexto Congresso pude constatar, nas palavras de Raúl e no rosto dos delegados ao máximo evento de nosso Partido, o mesmo sentimento de orgulho. Podia estar na praça, talvez uma hora debaixo do sol e do calor reinante, mas não três horas. Atraído pelo calor humano ali pres

Playa Girón – 50 años después

Compañeros poetas tomando en cuenta los últimos sucesos en la poesía quisiera preguntar me urge que tipo de adjetivos se deben usar para hacer el poema de un barco sin que se haga sentimental fuera de la vanguardia o evidente panfleto si debo usar palabras ,como Flota cubana de pesca y playa girón. Hombre cubanos, hombres de patria, hombres de sueños, hombres de solidariedad… Compañeros de música, tomando en cuenta esas politonales y audaces canciones quisiera preguntar me urge que tipo de armonía se debe usar para hacer la canción de este barco con hombres de poca niñez hombres y solamente hombres sobre cubierta hombres negros y rojos y azules los hombres que pueblan, el playa girón La armonía es la revolución que transformo el extraordinario en cotidiano. Compañeros de historia tomando en cuenta lo implacable que debe ser la verdad quisiera preguntar me urge tanto que debiera decir? que fronteras debo respetar si alguien roba comida y después da la vida que hacer? hasta donde debe

Playa Girón – 50 años después

Compañeros poetas tomando en cuenta los últimos sucesos en la poesía quisiera preguntar me urge que tipo de adjetivos se deben usar para hacer el poema de un barco sin que se haga sentimental fuera de la vanguardia o evidente panfleto si debo usar palabras ,como Flota cubana de pesca y playa girón. Hombre cubanos, hombres de patria, hombres de sueños, hombres de solidariedad… Compañeros de música, tomando en cuenta esas politonales y audaces canciones quisiera preguntar me urge que tipo de armonía se debe usar para hacer la canción de este barco con hombres de poca niñez hombres y solamente hombres sobre cubierta hombres negros y rojos y azules los hombres que pueblan, el playa girón La armonía es la revolución que transformo el extraordinario en cotidiano. Compañeros de historia tomando en cuenta lo implacable que debe ser la verdad quisiera preguntar me urge tanto que debiera decir? que fronteras debo respetar si alguien roba comida y después da la

Y sé que hay muertos que alumbram los caminos … Silvo Rodriguez

Todos, os de longa data, os mais recentes, os que admiraram e sofreram quase que em segredo, silenciosos, compenetrados, solidários seguiam o ritual litúrgico homenageando aquela que no 14 de abril de 1976 foi assassinada pela ditadura – Zuzu Angel. Zuzu Angel – percorreu todos os caminhos possíveis para encontrar seu filho Angel Stuart morto nas sessões de torturas na prisão brasileira, em 1971. Denunciou as torturas, no Brasil e no exterior. Ousou entregar ao secretário de Estado dos Estados Unidos Henry Kissinger a carta que Alex Polari descrevia as circusntancias da morte de Stuart. Denunciou ao senador Edward Kennedy, que levou ao conhecimento do Congresso dos Estados Unidos, desafiando o imperio e preparar a sua própria morte na luta por descobrir o filho/militante amado. Desmascarava a ditadura numa bravura nata. Abria ao mundo a verdade sobre o milagre brasileiro. Seu gesto único estimulou as primeiras denuncias, no Brasil e nos paises latino americanos, como as Mã

Y sé que hay muertos que alumbram los caminos … Silvo Rodriguez

Todos, os de longa data, os mais recentes, os que admiraram e sofreram quase que em segredo, silenciosos, compenetrados, solidários seguiam o ritual litúrgico homenageando aquela que no 14 de abril de 1976 foi assassinada pela ditadura – Zuzu Angel. Zuzu Angel – percorreu todos os caminhos possíveis para encontrar seu filho Angel Stuart morto nas sessões de torturas na prisão brasileira, em 1971. Denunciou as torturas, no Brasil e no exterior. Ousou entregar ao secretário de Estado dos Estados Unidos Henry Kissinger a carta que Alex Polari descrevia as circusntancias da morte de Stuart. Denunciou ao senador Edward Kennedy, que levou ao conhecimento do Congresso dos Estados Unidos, desafiando o imperio e preparar a sua própria morte na luta por descobrir o filho/militante amado. Desmascarava a ditadura numa bravura nata. Abria ao mundo a verdade sobre o milagre brasileiro. Seu gesto único estimulou as primeiras denuncias, no Brasil e nos paises latino americanos, como as

CEM DIAS DE CONTINUIDADE?

Em cada novo governo a mesma informação. Só muda o design. Cem dias, de governo do Presidente do momento. Com Dilma, não seria diferente. Desde a subida da rampa no dia 1º. de Janeiro sabíamos que jamais seria a réplica do Lula, ou a continuidade do Governo Lula. Por ñ motivos. A política nacional muda, novos deputados, senadores, prefeitos ocupam seus lugares chegam ao poder. Maior ou menor escalão. Ai tudo muda de figura, ou de supetão como foi Carlos Lupi – Ministro da Previdência Social , ou aos pouquinhos vão se acomodando a suas cadeiras dando um novo tom ao discurso da campanha eleitoral para ganhar os votos, e se eleger com uma certa dose de autonomia. Dilma Houseff tem seu estilo. Foi baseado neste estilo que Lula a escolheu para o Ministério de Minas e Energia e depois para a Casa Civil. É neste estilo que ela vai governar um país cheio de contradições, diversidade cultural de norte a sul, idiossincrasia especial. É neste estilo que ela vai conciliar as impossibilidades

CEM DIAS DE CONTINUIDADE?

Em cada novo governo a mesma informação. Só muda o design. Cem dias, de governo do Presidente do momento. Com Dilma, não seria diferente. Desde a subida da rampa no dia 1º. de Janeiro sabíamos que jamais seria a réplica do Lula, ou a continuidade do Governo Lula. Por ñ motivos. A política nacional muda, novos deputados, senadores, prefeitos ocupam seus lugares chegam ao poder. Maior ou menor escalão. Ai tudo muda de figura, ou de supetão como foi Carlos Lupi – Ministro da Previdência Social , ou aos pouquinhos vão se acomodando a suas cadeiras dando um novo tom ao discurso da campanha eleitoral para ganhar os votos, e se eleger com uma certa dose de autonomia. Dilma Houseff tem seu estilo. Foi baseado neste estilo que Lula a escolheu para o Ministério de Minas e Energia e depois para a Casa Civil. É neste estilo que ela vai governar um país cheio de contradições, diversidade cultural de norte a sul, idiossincrasia especial. É neste estilo que ela vai conciliar as impossibilidades