Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

TODOS OS MOTIVOS PARA NÃO VOTAR EM SERRA

Amigos, Estamos na reta final de uma tarefa patriótica eleger Dilma – Presidente do Brasil. Necessitamos divulgar as tomadas de decisão do candidato da oposição Jose Serra na sua trajetória política. È importante que todos possam tomar conhecimento dos quantos Não e Contras, contra os direitos e as conquistas logradas pelo povo brasileiro. http://joseserra-verdade.blogspot.com/ Divulguem este blog para suas listas. Twitten se tiverem contas. Coloquem na sua conta do facebook e Orkut. Vamos eleger Dilma com a mesma dignidade que elegemos Lula,. vencendo o medo imposto pela grande mídia. e agora com a verdade desmascarando as mentiras. Marilia Guimarães -

TODOS OS MOTIVOS PARA NÃO VOTAR EM SERRA

Amigos, Estamos na reta final de uma tarefa patriótica eleger Dilma – Presidente do Brasil. Necessitamos divulgar as tomadas de decisão do candidato da oposição Jose Serra na sua trajetória política. È importante que todos possam tomar conhecimento dos quantos Não e Contras, contra os direitos e as conquistas logradas pelo povo brasileiro. http://joseserra-verdade.blogspot.com/ Divulguem este blog para suas listas. Twitten se tiverem contas. Coloquem na sua conta do facebook e Orkut. Vamos eleger Dilma com a mesma dignidade que elegemos Lula,. vencendo o medo imposto pela grande mídia. e agora com a verdade desmascarando as mentiras. Marilia Guimarães -

Resposta sucinta a Gerhard Erich Boehme

Em que pais? De que Chico você está falando? Do rio que corre lindo, forte, majestoso, dos Chicos perdidos nas calçadas, dos Chico já de volta a sociedade pelos inúmeros programas de reabilitação existente nas grandes cidades, dos Chico saídos das cárceres, ou dos que permanecem nelas? Qual Chico? O Buarque de Holanda – o da morena dos olhos d’água, das mulheres de Atenas, do Apesar de Você? Esse parece que você nunca ouvi falar. Eu sim. Chico – o Buarque em todas as etapas de sua vida sempre foi solidário. Participou de shows pelas vitimas no Peru – no grande terremoto que deixou marcado o Pais de Vallejo - pelos idos de 70, uniu a cultura latino americana quando este continente era um retrato em preto e branco da colonização, aproximou Cuba do mundo num dos momentos mais difíceis da sua historia, nunca deixou de ser um dos primeiros a assinar todos os manifestos que corriam mundo a fora em Defesa da Humanidade. Fosse ela indígena, africana, palestina, ou árabe. Chico

Resposta sucinta a Gerhard Erich Boehme

Em que pais? De que Chico você está falando? Do rio que corre lindo, forte, majestoso, dos Chicos perdidos nas calçadas, dos Chico já de volta a sociedade pelos inúmeros programas de reabilitação existente nas grandes cidades, dos Chico saídos das cárceres, ou dos que permanecem nelas? Qual Chico? O Buarque de Holanda – o da morena dos olhos d’água, das mulheres de Atenas, do Apesar de Você? Esse parece que você nunca ouvi falar. Eu sim. Chico – o Buarque em todas as etapas de sua vida sempre foi solidário. Participou de shows pelas vitimas no Peru – no grande terremoto que deixou marcado o Pais de Vallejo - pelos idos de 70, uniu a cultura latino americana quando este continente era um retrato em preto e branco da colonização, aproximou Cuba do mundo num dos momentos mais difíceis da sua historia, nunca deixou de ser um dos primeiros a assinar todos os manifestos que corriam mundo a fora em Defesa da Humanidade. Fosse ela indígena, africana, palestina, ou árabe. Chico

Artistas e intelectuais do Brasil dizem sim a Dilma Houssef

Apesar de você amanha há de ser outro dia – e foi. O Teatro Casa Grande palco de muitas manifestações políticas presenciou ontem a reafirmação da continuidade na construção da democracia no Brasil. E, emocionou a muitas gerações. De Oscar Niemeyer, a estudante de psicologia de olhos marejados de lágrimas, a Chico Buarque Hollanda ninguém faltou, e se faltou justificou a presença. O Brasil do samba, das cantigas de ciranda, do baião, da velha e nova Bossa, dos Rap, das letras, do cinema novo, das novas gerações. O Brasil musical e literato de norte a sul marcou presença. Ovacionou nosso militante maior – o grande poeta, escritor, arquiteto Niemeyer na mais doce das manifestações de ternura. A timidez buarquiana foi pega por um lapso na figura do anjo Gabriel portador de novidades – falou lindo. Uma nova faceta de nosso compositor querido. Poucos possuem o dom de Chico – aglutinar pessoas de todos os credos cores, etnias. Tudo dentro da mais perfeita afinação. Este encontro consolidou

Artistas e intelectuais do Brasil dizem sim a Dilma Houssef

Apesar de você amanha há de ser outro dia – e foi. O Teatro Casa Grande palco de muitas manifestações políticas presenciou ontem a reafirmação da continuidade na construção da democracia no Brasil. E, emocionou a muitas gerações. De Oscar Niemeyer, a estudante de psicologia de olhos marejados de lágrimas, a Chico Buarque Hollanda ninguém faltou, e se faltou justificou a presença. O Brasil do samba, das cantigas de ciranda, do baião, da velha e nova Bossa, dos Rap, das letras, do cinema novo, das novas gerações. O Brasil musical e literato de norte a sul marcou presença. Ovacionou nosso militante maior – o grande poeta, escritor, arquiteto Niemeyer na mais doce das manifestações de ternura. A timidez buarquiana foi pega por um lapso na figura do anjo Gabriel portador de novidades – falou lindo. Uma nova faceta de nosso compositor querido. Poucos possuem o dom de Chico – aglutinar pessoas de todos os credos cores, etnias. Tudo dentro da mais perfeita afinação. Este encontro consolidou

Licao de Vida - Mario Quintana

A vida são deveres, que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas... Quando se vê, já é sexta-feira Quando se vê, já é Natal .... Quando se vê, já terminou o ano . Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida . Quando se vê, passaram-se 50 anos ! Agora, é tarde demais para ser reprovado ... Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas ... Seguraria o meu amor, que está há muito à minha frente, e diria eu te amo... Dessa forma, eu digo: não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo. Não deixe de ter alguém ao seu lado por puro medo de ser feliz. A única falta que terá, será desse tempo que infelizmente... Não voltará mais. Na loucura do momento eleitoral Mario Quitana e uma excelente opcao. Hoje, acordei com saudade de mim.

Licao de Vida - Mario Quintana

A vida são deveres, que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas... Quando se vê, já é sexta-feira Quando se vê, já é Natal .... Quando se vê, já terminou o ano . Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida . Quando se vê, passaram-se 50 anos ! Agora, é tarde demais para ser reprovado ... Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas ... Seguraria o meu amor, que está há muito à minha frente, e diria eu te amo... Dessa forma, eu digo: não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo. Não deixe de ter alguém ao seu lado por puro medo de ser feliz. A única falta que terá, será desse tempo que infelizmente... Não voltará mais. Na loucura do momento eleitoral Mario Quitana e uma excelente opcao. Hoje, acordei com saudade de mim.

Este filme já foi em Preto Branco, e nao vamos ver em HD

Era madrugada quando entramos pela Rua Ipiranga. No meio do inicio das Laranjeiras um caminhão de lixo fechava a rua. Antonio, nem Rodolfo, nem eu entendemos o que significava aquele bloqueio. Estávamos trabalhando na montagem da cartilha da reforma agrária até muito tarde. Antonio – dono da gráfica – contava com nossa ajuda voluntária e de outros companheiros. Entregar a cartilha no dia seguinte era a meta. Um militar nos barrou. -Proibido passar – gritou. -Moro aqui – argumentei. - E, vocês, perguntou dirigindo-se a Antonio. - Nos não. - Então desce você e segue em frente – ordenou - Que significa isso perguntei? _ Não sabemos. Só temos ordem de não deixar ninguém passar. - Desci, olhei Antonio preocupado, nos despedimos na dúvida e sem respostas. Era o Golpe de Estado. Tudo começará com boatos aqui, comentários ali. Janio resistiu o que pode, Brizola no sul segurou o 3º exército mas daquela madrugada de 31 de marco d 1964 a agosto de 1979 o Brasil viveu os terríveis di

Este filme já foi em Preto Branco, e nao vamos ver em HD

Era madrugada quando entramos pela Rua Ipiranga. No meio do inicio das Laranjeiras um caminhão de lixo fechava a rua. Antonio, nem Rodolfo, nem eu entendemos o que significava aquele bloqueio. Estávamos trabalhando na montagem da cartilha da reforma agrária até muito tarde. Antonio – dono da gráfica – contava com nossa ajuda voluntária e de outros companheiros. Entregar a cartilha no dia seguinte era a meta. Um militar nos barrou. -Proibido passar – gritou. -Moro aqui – argumentei. - E, vocês, perguntou dirigindo-se a Antonio. - Nos não. - Então desce você e segue em frente – ordenou - Que significa isso perguntei? _ Não sabemos. Só temos ordem de não deixar ninguém passar. - Desci, olhei Antonio preocupado, nos despedimos na dúvida e sem respostas. Era o Golpe de Estado. Tudo começará com boatos aqui, comentários ali. Janio resistiu o que pode, Brizola no sul segurou o 3º exército mas daquela madrugada de 31 de marco d 1964 a agosto de 1979 o Brasil viveu os terrívei

Eu voto Dilma

Acabo de sair do escritório de Oscar Niemeyer, o batalhador,o coerente jovem centenário. Quatro meses sem nos ver parecia mutiplicar-se em séculos.Quanta saudade! Não sabia se o abraçava, se beijava suas faces rosadas ou apinhava sua cabeça de caricias. Rimos de felicidade. Vera, sua esposa olhava feliz aquela demonstração de ternura que só é possível entre dois companheiros que vivem e sonham por uma sociedade melhor, especialmente para um Brasil feliz - nossa razão de ser. Oscar tem este dom de transmitir uma paz plena de uma energia inigualável. Conversamos sobre o mundo. America Latina, seus logros, seus problemas, mas um continente renascido dos anos das ditaduras que assolaram cada pedaço de nossa America. Falamos do nosso Brasil – esses pais que amamos, que queremos para nos, que nos da magnetiza, nos arrebata com seu encanto, com a diversidade que forma nossa gente. Chegamos as eleições momento decisivo de reafirmação dos valores democráticos. Preocupados com as manipulações

Eu voto Dilma

Acabo de sair do escritório de Oscar Niemeyer, o batalhador,o coerente jovem centenário. Quatro meses sem nos ver parecia mutiplicar-se em séculos.Quanta saudade! Não sabia se o abraçava, se beijava suas faces rosadas ou apinhava sua cabeça de caricias. Rimos de felicidade. Vera, sua esposa olhava feliz aquela demonstração de ternura que só é possível entre dois companheiros que vivem e sonham por uma sociedade melhor, especialmente para um Brasil feliz - nossa razão de ser. Oscar tem este dom de transmitir uma paz plena de uma energia inigualável. Conversamos sobre o mundo. America Latina, seus logros, seus problemas, mas um continente renascido dos anos das ditaduras que assolaram cada pedaço de nossa America. Falamos do nosso Brasil – esses pais que amamos, que queremos para nos, que nos magnetiza, nos arrebata com seu encanto, com a diversidade que forma nossa gente. Chegamos as eleições momento decisivo de reafirmação dos valores democráticos. Preocupados com as manipulações que

Eu voto Dilma

Acabo de sair do escritório de Oscar Niemeyer, o batalhador,o coerente jovem centenário. Quatro meses sem nos ver parecia mutiplicar-se em séculos.Quanta saudade! Não sabia se o abraçava, se beijava suas faces rosadas ou apinhava sua cabeça de caricias. Rimos de felicidade. Vera, sua esposa olhava feliz aquela demonstração de ternura que só é possível entre dois companheiros que vivem e sonham por uma sociedade melhor, especialmente para um Brasil feliz - nossa razão de ser. Oscar tem este dom de transmitir uma paz plena de uma energia inigualável. Conversamos sobre o mundo. America Latina, seus logros, seus problemas, mas um continente renascido dos anos das ditaduras que assolaram cada pedaço de nossa America. Falamos do nosso Brasil – esses pais que amamos, que queremos para nos, que nos magnetiza, nos arrebata com seu encanto, com a diversidade que forma nossa gente. Chegamos as eleições momento decisivo de reafirmação dos valores democráticos. Preocupados com as manipulações q

Eu voto Dilma

Acabo de sair do escritório de Oscar Niemeyer, o batalhador,o coerente jovem centenário. Quatro meses sem nos ver parecia mutiplicar-se em séculos.Quanta saudade! Não sabia se o abraçava, se beijava suas faces rosadas ou apinhava sua cabeça de caricias. Rimos de felicidade. Vera, sua esposa olhava feliz aquela demonstração de ternura que só é possível entre dois companheiros que vivem e sonham por uma sociedade melhor, especialmente para um Brasil feliz - nossa razão de ser. Oscar tem este dom de transmitir uma paz plena de uma energia inigualável. Conversamos sobre o mundo. America Latina, seus logros, seus problemas, mas um continente renascido dos anos das ditaduras que assolaram cada pedaço de nossa America. Falamos do nosso Brasil – esses pais que amamos, que queremos para nos, que nos da magnetiza, nos arrebata com seu encanto, com a diversidade que forma nossa gente. Chegamos as eleições momento decisivo de reafirmação dos valores democráticos. Preocupados com as manipulaçõ

CHE - Sempre

Faz 43 anos que algumas balas tiraram sua vida. Rasgou seus sonhos, dilacerou suas entranhas. Atirado numa pedra fria seu corpo foi alvo de risadas, exceto da professorinha que olhava estarrecida ate onde é capaz de chegar o homem o sem escrúpulo, sem sentimentos, desprovido de sonhos. Aquela tarde, ainda bate fundo no meu coração. Doeu. Os anos passaram e seguimos seu exemplo – meu orgulho maior – dos meus filhos aos meus netos – seu exemplo guia nossos passos. Amamos seus sonhos e lutamos por ele, hoje com outras armas, de outras formas. America latina é outra. Bolívia, é governada – Evo Morales – que levou seu povo a outro patamar de vida. Cuba , segue resistindo as investidas do império. Fidel esteve doente, mas já retornou a luta diária. Raul esta governando o Pais e seu querido Ramirito é um grande Comandante. Continua de pé firmes e forte o povo cubano. Alguns se foram. Como Hildita, minha querida menina. Quantos noites na casa de Miramar falamos de você. Quantos bil

CHE - Sempre

Faz 43 anos que algumas balas tiraram sua vida. Rasgou seus sonhos, dilacerou suas entranhas. Atirado numa pedra fria seu corpo foi alvo de risadas, exceto da professorinha que olhava estarrecida ate onde é capaz de chegar o homem o sem escrúpulo, sem sentimentos, desprovido de sonhos. Aquela tarde, ainda bate fundo no meu coração. Doeu. Os anos passaram e seguimos seu exemplo – meu orgulho maior – dos meus filhos aos meus netos – seu exemplo guia nossos passos. Amamos seus sonhos e lutamos por ele, hoje com outras armas, de outras formas. America latina é outra. Bolívia, é governada – Evo Morales – que levou seu povo a outro patamar de vida. Cuba , segue resistindo as investidas do império. Fidel esteve doente, mas já retornou a luta diária. Raul esta governando o Pais e seu querido Ramirito é um grande Comandante. Continua de pé firmes e forte o povo cubano. Alguns se foram. Como Hildita, minha querida menina. Quantos noites na casa de Miramar falamos de você. Quantos bil

O ultimo debate e nossa escolha pelo dia D

Foi uma jornada dura. Noites mal dormida, madrugadas de discussões calorosas entre aquela fala mal colocada ou a avaliação de posições nitidamente oportunistas. Ontem, foi o ultimo debate. Ardia em febre, ou seja, pela baixa imunidade ou pela virose que assola as salas apinhadas de panfletos, num entra e sai de gente. Mas, mesmo assim não perdi uma vírgula. Serra com anos de política nas costas fez governos capengas, tem uma vida publica larga e sabe que não governou como devia. Plínio Arruda Sampaio uma pena. Homem dedicado ao Brasil durante décadas tenta vender aos jovens desavisados um sonho impossível. Os sonhos não acabarão mas os caminhos para a construção de um pais mais justo, passa por outras formas de realização. Marina Silva uma decepção. Ela não quer um Brasil melhor. Ela quer ser a primeira Mulher a ser Presidente. Juntou-se a Lula como a competente e pobre menina do Norte do País, frágil e doente. Aprendeu tudo o que pode assimilar e saiu sob alegações não muit

O ultimo debate e nossa escolha pelo dia D

Foi uma jornada dura. Noites mal dormida, madrugadas de discussões calorosas entre aquela fala mal colocada ou a avaliação de posições nitidamente oportunistas. Ontem, foi o ultimo debate. Ardia em febre, ou seja, pela baixa imunidade ou pela virose que assola as salas apinhadas de panfletos, num entra e sai de gente. Mas, mesmo assim não perdi uma vírgula. Serra com anos de política nas costas fez governos capengas, tem uma vida publica larga e sabe que não governou como devia. Plínio Arruda Sampaio uma pena. Homem dedicado ao Brasil durante décadas tenta vender aos jovens desavisados um sonho impossível. Os sonhos não acabarão mas os caminhos para a construção de um pais mais justo, passa por outras formas de realização. Marina Silva uma decepção. Ela não quer um Brasil melhor. Ela quer ser a primeira Mulher a ser Presidente. Juntou-se a Lula como a competente e pobre menina do Norte do País, frágil e doente. Aprendeu tudo o que pode assimilar e saiu sob alegações não