17.10.11

Hoje, às 18:30 no teatro Casa Grande - Lançamento de tempo de Planíce - Jose Dirceu


Este livro é fruto de um processo coletivo de discussão do Brasil que teve início com o fim do ciclo autoritário e início de um novo período de democracia em nosso país, que permitiu o ressurgimento e, sobretudo, o nascimento de diversas forças políticas — entre elas, o Partido dos Trabalhadores, do qual sou membro-fundador.

Assumimos como método, desde o primeiro momento, a análise crítica e materialista da realidade brasileira, com preferência pelos temas afeitos aos trabalhadores do campo e da cidade. Assim, por meio do debate aberto, respeitoso e democrático, o PT elege seus dirigentes e monta seu programa partidário, e da mesma maneira sua militância coloca-se perante a sociedade para expor suas ideias e ideais.

Os textos a seguir fazem parte de minha contribuição a essa discussão do Brasil. São uma coleção de artigos que publiquei em diversos jornais e revistas e que resumem como vejo nosso partido, nosso governo e as relações que estes estabelecem com a sociedade, ontem e hoje.

Esse material é parte, também, da militância que desempenho desde o início de minha carreira política em nome do desenvolvimento com justiça e inclusão social. Um trabalho que não quis e não pude interromper mesmo depois de sair do governo e ser alijado de meu mandato de deputado federal em meio a uma campanha maciça de oposição ao presidente Lula e ao PT.

Os artigos que reúno agora, neste livro, são um manifesto pessoal de quem insiste na luta pela transformação de nossa sociedade, independentemente dos obstáculos que se interponham a essa caminhada.

José Dirceu de Oliveira e Silva

Hoje, às 18:30 no teatro Casa Grande - Lançamento de tempo de Planíce - Jose Dirceu


Este livro é fruto de um processo coletivo de discussão do Brasil que teve início com o fim do ciclo autoritário e início de um novo período de democracia em nosso país, que permitiu o ressurgimento e, sobretudo, o nascimento de diversas forças políticas — entre elas, o Partido dos Trabalhadores, do qual sou membro-fundador.

Assumimos como método, desde o primeiro momento, a análise crítica e materialista da realidade brasileira, com preferência pelos temas afeitos aos trabalhadores do campo e da cidade. Assim, por meio do debate aberto, respeitoso e democrático, o PT elege seus dirigentes e monta seu programa partidário, e da mesma maneira sua militância coloca-se perante a sociedade para expor suas ideias e ideais.

Os textos a seguir fazem parte de minha contribuição a essa discussão do Brasil. São uma coleção de artigos que publiquei em diversos jornais e revistas e que resumem como vejo nosso partido, nosso governo e as relações que estes estabelecem com a sociedade, ontem e hoje.

Esse material é parte, também, da militância que desempenho desde o início de minha carreira política em nome do desenvolvimento com justiça e inclusão social. Um trabalho que não quis e não pude interromper mesmo depois de sair do governo e ser alijado de meu mandato de deputado federal em meio a uma campanha maciça de oposição ao presidente Lula e ao PT.

Os artigos que reúno agora, neste livro, são um manifesto pessoal de quem insiste na luta pela transformação de nossa sociedade, independentemente dos obstáculos que se interponham a essa caminhada.

José Dirceu de Oliveira e Silva

16.10.11

Tristeza




No hay recuerdos
detrás de esta tristeza,
ni echo de menos nada.
No nació del vino
ni el rasgueo
de cierta mandolina
acompañando un fado.
Es solo una tristeza
sin origen.
¿Tendrá razón Van Hemesen?
¿Existirá una piedra
de la melancolia?

Waldo leyva

Tristeza




No hay recuerdos
detrás de esta tristeza,
ni echo de menos nada.
No nació del vino
ni el rasgueo
de cierta mandolina
acompañando un fado.
Es solo una tristeza
sin origen.
¿Tendrá razón Van Hemesen?
¿Existirá una piedra
de la melancolia?

Waldo leyva