Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 5, 2020

O TEMPO

A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são 6 horas: há tempo…
Quando se vê, já é 6ª-feira…
Quando se vê, passaram 60 anos!
Agora, é tarde demais para ser reprovado…
E se me dessem – um dia – uma outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio
seguia sempre em frente…


























E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.

FIQUEM EM CASA - DEIXEM O VIRUS PASSAR.

Acordei ontem, com um barulho ensurdecedor de carros, gentes em grupos, risos como se algo muito bom tivesse acontecido na cidade maravilhosa. Recorri as manchetes avaliei os novos infectados pelo coronavírus, e deu um certo alivio. Mas, e que faz essa gente na rua. Amanhã, muitas famílias estarão chorando seus mortos, outros sentido na pele o estrago que o minúsculo vírus destrói seu corpo.
Hoje, repete a cena do anterior. Deixaram a quarentena. Revejo os números. Todos os estados tiveram um aumento considerável. Hospitais entrando em colapso. Exatamente, o temido. Se forem a à rua não poderemos salvá-los - afirmam os médicos. O Brasil não tem estrutura. O Brasil é a oitava economia do mundo, e uma miséria assustadora. o Brasil nunca preparou sua estrutura governamental  para um desastre mundial. O Brasil oficial nunca deu atenção à cultura e a saúde.
A cultura porque  é nela que um povo forma seu caráter, sua estrutura emocional, sua sensibilidade, o amor e a solidariedade, e a sua n…

FIQUEM EM CASA - DEIXEM O VIRUS PASSAR.

Acordei ontem, com um barulho ensurdecedor de carros, gentes em grupos, risos como se algo muito bom tivesse acontecido na cidade maravilhosa. Recorri as manchetes avaliei os novos infectados pelo coronavírus, e deu um certo alivio. Mas, e que faz essa gente na rua. Amanhã, muitas famílias estarão chorando seus mortos, outros sentido na pele o estrago que o minúsculo vírus destrói seu corpo.
Hoje, repete a cena do anterior. Deixaram a quarentena. Revejo os números. Todos os estados tiveram um aumento considerável. Hospitais entrando em colapso. Exatamente, o temido. Se forem a à rua não poderemos salvá-los - afirmam os médicos. O Brasil não tem estrutura. O Brasil é a oitava economia do mundo, e uma miséria assustadora. o Brasil nunca preparou sua estrutura governamental  para um desastre mundial. O Brasil oficial nunca deu atenção à cultura e a saúde.
A cultura porque  é nela que um povo forma seu caráter, sua estrutura emocional, sua sensibilidade, o amor e a solidariedade, e a su…

Querentena Tempo de espera

QUARENTENA - TEMPO DE ESPERA II




Que classe de luz!Vontade de permanecer ali, de curtir cada ruela a do queijo da Serra da Estrela no  Príncipe Real, na véspera do regresso, de perder o olhar no Tejo  confundindo-se com o Atlântico palco de tantas histórias. Viver é um ir e vir de intermináveis surpresas. 
O Brasil  misto da  nostalgia dos fados, do cantar sofrido de alegrar senzalas, do batuque dos yorubás continente diverso dentro do continente sul - americano , o ocidente profundo é minha próxima parada. 
Calor de quarenta e sete graus marcava o relógio quando aterrissamos no Rio de Janeiro, afogada em  tarefas urgentes.  O carnaval aportou antes da hora, mil blocos, muita alegria, muito amor, muita adrenalina. Um explosão de  sons, de gentes celebrando a felicidade. Perder a Banda de Ipanema nem de longe - a saudade do Albino Pinheiro, que teve coragem de enfrentar a ditadura e sair em Ipanema para denunciar nosso país violentado - sempre bate forte na paradinha da esquina da Joana A…
QUARENTENA - TEMPO DE ESPERA II




Que classe de luz!Vontade de permanecer ali, de curtir cada ruela a do queijo da Serra da Estrela no  Príncipe Real, na véspera do regresso, de perder o olhar no Tejo  confundindo-se com o Atlântico palco de tantas histórias. Viver é um ir e vir de intermináveis surpresas. 
O Brasil  misto da  nostalgia dos fados, do cantar sofrido de alegrar senzalas, do batuque dos yorubás continente diverso dentro do continente sul - americano , o ocidente profundo é minha próxima parada. 
Calor de quarenta e sete graus marcava o relógio quando aterrissamos no Rio de Janeiro, afogada em  tarefas urgentes.  O carnaval aportou antes da hora, mil blocos, muita alegria, muito amor, muita adrenalina. Um explosão de  sons, de gentes celebrando a felicidade. Perder a Banda de Ipanema nem de longe - a saudade do Albino Pinheiro, que teve coragem de enfrentar a ditadura e sair em Ipanema para denunciar nosso país violentado - sempre bate forte na paradinha da esquina da Joana A…

QUARENTENA - TEMPO DE ESPERA

Copacabana explodia em alegria, abraços, cores e sons no 31 de dezembro de  2019 - terça feira -Ano de OGUM - o Deus da guerra  - quando a China informou a OMS Organização Mundial da Saúde  o surgimento de uma série de casos de pneumonia de origem desconhecida na cidade de Wuhan, de 11 milhões de habitantes.Em poucos dias, o contágio se alastrou, atravessou fronteiras.
As primeiras análises sequenciais do vírus realizadas por equipes chinesas apontam que esses casos de pneumonia se deviam a um novo coronavírus. O COVID 19.
Com a contaminação atingindo outros países a uma velocidade alucinante - milhares de mortes por dia, contagiados aumentando, a OMS declara Pandemia. Fronteiras são paulatinamente fechadas, voos entre países suspensos, caos no sistema de saúde de muitos países como Itália e Espanha.






Começava o primeiro pesadelo do terceiro milênio, o segundo encontrar uma vacina que inocule o ser humano, o terceiro conseguir convencer governantes inescrupulosos, os sedentos de gana…

QUARENTENA - TEMPO DE ESPERA

Copacabana explodia em alegria, abraços, cores e sons no 31 de dezembro de  2019 - terça feira -Ano de OGUM - o Deus da guerra  - quando a China informou a OMS Organização Mundial da Saúde  o surgimento de uma série de casos de pneumonia de origem desconhecida na cidade de Wuhan, de 11 milhões de habitantes.Em poucos dias, o contágio se alastrou, atravessou fronteiras.
As primeiras análises sequenciais do vírus realizadas por equipes chinesas apontam que esses casos de pneumonia se deviam a um novo coronavírus. O COVID 19.
Com a contaminação atingindo outros países a uma velocidade alucinante - milhares de mortes por dia, contagiados aumentando, a OMS declara Pandemia. Fronteiras são paulatinamente fechadas, voos entre países suspensos, caos no sistema de saúde de muitos países como Itália e Espanha.






Começava o primeiro pesadelo do terceiro milênio, o segundo encontrar uma vacina que inocule o ser humano, o terceiro conseguir convencer governantes inescrupulosos, os sedentos de g…