Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 16, 2014

NESTA TERRA, NESTE INSTANTE - 9a. parte

1 de Janeiro de 1970 - Aeroporto de Carrasco -  Montevidéu - Vôo 114 - Dez anos da Revolução Cubana. Marcello e Eduardo correm pelo aeroporto, arregaçando a roupa à altura da cabeça, desenfreados, eufóricos,  arteiros. Um guarda passa, ora para lá, ora para cá olhando encantado a alegria dos dois,  que um ano de clandestinidade não logrou aplastrar. - Venham cá, meninos! - seguro os dois pelos braços - Quietos!- Sorrio para o policial que se detém com as travessuras inesperadas de Cell e Edu. - Vamonos niños, tranquilos. Después ustedes juegan. Ahorita van a entrar en el  avión. - diz o policial. Estão felizes de  regressar para verem o pai. - expliquei.
Com o olhar, busquei cada companheiro. -Passageiros do vôo 114, dirijam-se ao portão de embarque, ouvi em ecos... Dali para a frente, a sorte. Todos os detalhes haviam sido repassados, exceto o inesperado. André, Severina, Conga e Athos embarcam.
Acompanhada pelo olhar vigilante de Andrada, carregada de bolsas, crianças, passaportes e arm…

NESTA TERRA, NESTE INSTANTE - 9a. parte

1 de Janeiro de 1970 - Aeroporto de Carrasco -  Montevidéu - Vôo 114 - Dez anos da Revolução Cubana. Marcello e Eduardo correm pelo aeroporto, arregaçando a roupa à altura da cabeça, desenfreados, eufóricos,  arteiros. Um guarda passa, ora para lá, ora para cá olhando encantado a alegria dos dois,  que um ano de clandestinidade não logrou aplastrar. - Venham cá, meninos! - seguro os dois pelos braços - Quietos!- Sorrio para o policial que se detém com as travessuras inesperadas de Cell e Edu. - Vamonos niños, tranquilos. Después ustedes juegan. Ahorita van a entrar en el  avión. - diz o policial. Estão felizes de  regressar para verem o pai. - expliquei.
Com o olhar, busquei cada companheiro. -Passageiros do vôo 114, dirijam-se ao portão de embarque, ouvi em ecos... Dali para a frente, a sorte. Todos os detalhes haviam sido repassados, exceto o inesperado. André, Severina, Conga e Athos embarcam.
Acompanhada pelo olhar vigilante de Andrada, carregada de bolsas, crianças, passaportes e arm…

NESTA TERRA, NESTE INSTANTE - 8a. parte

Com Pedrinho e Rodolfo havia traçado uma estratégia. Iria para Cuba. Diante da situação, não poderia desistir. A organização daria dinheiro suficiente para qualquer imprevisto. Andrada fora claro. Eu andava com os militantes da VPR, e, a qualquer deslize, ele não hesitaria em eliminar-nos. Não lhe faltava coragem ou determinação. Nada impediria a ação há tanto planejada. Ele era o comandante com poderes absolutos. Andrada vinha da Linha Vermelha, um segmento da esquerda radical. Era um guerreiro duro, inflexível.
Chegamos a Montevidéu, ao cair da noite.  Deixaram-nos.  Com carinho antecipado fomos recebidos por um casal de Tupamaros. Uma família Tupamara. Alegres, solidários, sofridos, amados, perseguidos, fortes e seguros.
Vez por outra soava a sirene. Era a polícia, buscando Tupamaros. Saíamos ao parque a caminhar, enquanto eles desfilavam pelas casas, registrando tudo e todos. Buscavam o que eles jamais lograriam encontrar: as idéias. Dias de expectativa, contudo maravilhosos. Trocáv…

NESTA TERRA, NESTE INSTANTE - 8a. parte

Com Pedrinho e Rodolfo havia traçado uma estratégia. Iria para Cuba. Diante da situação, não poderia desistir. A organização daria dinheiro suficiente para qualquer imprevisto. Andrada fora claro. Eu andava com os militantes da VPR, e, a qualquer deslize, ele não hesitaria em eliminar-nos. Não lhe faltava coragem ou determinação. Nada impediria a ação há tanto planejada. Ele era o comandante com poderes absolutos. Andrada vinha da Linha Vermelha, um segmento da esquerda radical. Era um guerreiro duro, inflexível.
Chegamos a Montevidéu, ao cair da noite.  Deixaram-nos.  Com carinho antecipado fomos recebidos por um casal de Tupamaros. Uma família Tupamara. Alegres, solidários, sofridos, amados, perseguidos, fortes e seguros.
Vez por outra soava a sirene. Era a polícia, buscando Tupamaros. Saíamos ao parque a caminhar, enquanto eles desfilavam pelas casas, registrando tudo e todos. Buscavam o que eles jamais lograriam encontrar: as idéias. Dias de expectativa, contudo maravilhosos. Trocá…

NESTA TERRA, NESTE INSTANTE = 7a. Parte

Dezembro 1969

A cidade é  simples, interiorana, cálida,  um porto alegre, como diria Mário Quintana. Os poetas têm o dom de nos despertar a curiosidade e a paixão antecipada dos fatos e da história. Que seria de nós, simples mortais, sem  a maravilha dos sonetos e dos versos livres? Porto Alegre era uma dessas  curiosidades acesas pelas mãos do poeta. Nada diferente do que eu sonhara. Bonita. Gauchamente  charmosa. Hospedei-me no Hotel São Luiz; escolha estudada, com prudência, nas noites de São Paulo. Surpreendentemente, o hotel exigiu pagamento antecipado da minha estada. Preocupei-me. O dinheiro agora não daria para mais do que uma refeição. Descansamos um pouco da exaustiva viagem, e aproveitei o meio da tarde para conhecer um pedacinho da cidade antes de dirigir-me ao ponto estipulado.
Na hora marcada, 17h30m, lá estávamos, no lugar indicado. Um caramanchão, revestido de trepadeiras em flor, servia de ancoradouro aos barcos de passeio, que iam e vinham, cruzando o lago. Visitantes dei…