Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 13, 2010

Saramago e Pilar

Saramago e Pilar

2010 - 18/06 - Jose Saramago - Sempre

..Na ilha por vezes habitada do que somos, há noites,
manhãs e madrugadas em que não precisamos de
morrer...

O nosso ciclo histórico tão decadente fica mais pobre. Saramago,o contestador, fiel guerreiro, um grande amigo e companheiro, o escritor completo passou por nossas vidas, cerrou fileiras com os ideais de liberdade, questionou o mundo como poucos ousou fazer. Fortaleceu nossas crenças através de sua obra e iluminou os caminhos de nossos sonhos. Apaixonado pela língua portuguesa viajou pela literatura em todos os seus generos. Mergulhou na poesia,escreveu crónicas, contos, teatro, memórias, fez crítica literária em jornais e revistas, literatura de viagens, penetrou no mundo das crianças conquistou o mundo desvendando seus segredos.
...dos tempos da velha instrução primária oficial, com aulas da parte da manhã e feriado à quinta-feira. (Havia pouco que ensinar nessas pré-históricas eras: a pacífica análise gramatical, os bons exemplos da História Pátria e os volteios dos queb…

2010 - 18/06 - Jose Saramago - Sempre

..Na ilha por vezes habitada do que somos, há noites,
manhãs e madrugadas em que não precisamos de
morrer...

O nosso ciclo histórico tão decadente fica mais pobre. Saramago,o contestador, fiel guerreiro, um grande amigo e companheiro, o escritor completo passou por nossas vidas, cerrou fileiras com os ideais de liberdade, questionou o mundo como poucos ousou fazer. Fortaleceu nossas crenças através de sua obra e iluminou os caminhos de nossos sonhos. Apaixonado pela língua portuguesa viajou pela literatura em todos os seus generos. Mergulhou na poesia,escreveu crónicas, contos, teatro, memórias, fez crítica literária em jornais e revistas, literatura de viagens, penetrou no mundo das crianças conquistou o mundo desvendando seus segredos.
...dos tempos da velha instrução primária oficial, com aulas da parte da manhã e feriado à quinta-feira. (Havia pouco que ensinar nessas pré-históricas eras: a pacífica análise gramatical, os bons exemplos da História Pátria e os volteios dos …

Plaza Niemeyer

Plaza Niemeyer

Comandante Ramiro Valdez e Marilia Guimaraes

Comandante Ramiro Valdez e Marilia Guimaraes

2010- 13/06 - Seqüestro do Embaixador Alemão liberta 40 presos políticos em 1970

Enquanto o General Médici capitalizava a vitória do tricampeonato para seu governo, mérito único e exclusivo de vinte e duas feras muito bem treinadas e definidas pelo João “o sem medo” - o João Alves Jobim Saldanha, comunista de carteirinha como costumava ser chamado, - milhares de brasileiros eram assassinados, torturados, mutilados, estuprados nas prisões. Misto de dor e alegria. Afinal, de que vive um povo sofrido, faminto, carente de escolas, de vida, se não dessas gotas de felicidade doadas generosamente por seu próprio povo? Os meninos do futebol. Estes mesmos, saídos dos guetos, das favelas, da fome, dos maus-tratos, da falta de futuro. Saldanha tinha esta consciência. Por isso, desafiava generais. Por isso, era irascível. Ele, melhor que ninguém, conhecia a verdade. O futebol é o presente que o povo se dá. É o seu momento de liberdade. É a demonstração do que somos capazes. Vencer...
Os meninos prodígios do futebol não ditam as leis que regem o país, não comandam exércitos, n…

2010- 13/06 - Seqüestro do Embaixador Alemão liberta 40 presos políticos em 1970

Enquanto o General Médici capitalizava a vitória do tricampeonato para seu governo, mérito único e exclusivo de vinte e duas feras muito bem treinadas e definidas pelo João “o sem medo” - o João Alves Jobim Saldanha, comunista de carteirinha como costumava ser chamado, - milhares de brasileiros eram assassinados, torturados, mutilados, estuprados nas prisões. Misto de dor e alegria. Afinal, de que vive um povo sofrido, faminto, carente de escolas, de vida, se não dessas gotas de felicidade doadas generosamente por seu próprio povo? Os meninos do futebol. Estes mesmos, saídos dos guetos, das favelas, da fome, dos maus-tratos, da falta de futuro. Saldanha tinha esta consciência. Por isso, desafiava generais. Por isso, era irascível. Ele, melhor que ninguém, conhecia a verdade. O futebol é o presente que o povo se dá. É o seu momento de liberdade. É a demonstração do que somos capazes. Vencer...
Os meninos prodígios do futebol não ditam as leis que regem o país, não comandam exércitos, n…