Skip to main content

Posts

Showing posts from October 2, 2016

ETERNAMENTE COMANDANTE CHE GUEVARA

Ita não veio trabalhar, impossível sair e deixar Marcello. A noite mal dormida, o dia chuvoso, aquela angústia queimando o peito. Que fazer? Passaria o dia entre avaliações da escola, brincaria com Marcello, leria alguns poemas que podiam diminuir aquele mal estar sem sentido aparente.

Após o almoço, liguei a televisão. Quem sabe um filme. Edu inquieto mexendo e remexem do na barriga já num adiantado sete meses quase prontinho para chegar. Marcello insistia em revolver os livros da estante, sua diversão predileta sempre que a porta da biblioteca se encontrava aberta.

De repente, um furacão invadiu à sala: Ernesto Guevara - Che, o guerrilheiro argentino foi capturado cerca de Higueras. – na Bolívia. Outra noticia sobre a prisão do rebelde em poucos minutos. - informou o repórter.

Inverossímil. Puras especulações. Nada disso poderia ser verdade. Nada. Absolutamente. Era mentira. Comecei a chorar.

Estampada na tela TV cabeça tombada para trás, olhos entreabertos com…

VUELO 455 - O ATENTADO DE BARBADOS

Marcas profundas jamais se cicatrizam. Inevitávela tristeza queacicata nossas lembranças a cada 6 de outubro, não importa o ano muito menos o século.
Sei que a poucas horas da manhã, o voo 455 de cubana de aviaçãoque recém despegava do aeroporto de Barbados explode no ar. Num ato terrorista,comandado por Posada Carriles- nunca condenado, eram assassinados 73 pessoas entre elas os jovens da delegação de Esgrima, duas tripulações e Norte coreanos.
Da tripulação sei de cor. Meus alunos de português. As madrugadas em Miramar eram animadas e cheias de riso quando a fonética da palavra você ( difícil trocar o B pela B baja) era quase que soletrada. Disciplinados, felizes, sérios, quase infantisaprendiam meu idioma natal para comunicar com os irmãos angolanos nem que fosse num portunhal compreensivo.
Alguns meses, de dedicação,quase diária nos fizemos amigos entranháveis. Eles aprendiam português. Eu curiosidades da navegação aérea. Ou como fazer uma lagosta perfeita com chocolate.
Na tragédi…