Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 12, 2016

UM PUNHADO DE ESTRELAS

Parecia plumagem ao vento quando tocou o solo sem querer violar cada pedacinho das ruas iluminadas. Caminhei devagar desfrutando o cheiro longe do mar. Faz tempo ando curiosa. Entre o  longínquo ponto norte americano, ao sul do extremo continente, numa rua para mim desconhecida na fronteira do meu país, pulsa o coração da América.  Inquieta buscava na madrugada, na calma da noite o amanhecer. Se ensolarado ou chuvoso nenhuma diferença, abraçaria meu poeta, seresteiro, amigo, companheiro de toda uma vida, meu filho brasileiro, carioca, macuxi, entraria no imaginário do meu Pablo querido. Os primeiros matizes de verde foram surgindo enquanto no horizonte o sol despertava ainda tímido sob seus feixes de luz – estou na Boa Vista Pablo - orgulhoso pronunciando suas primeiras palavras. Estou na Boa Vista. Vou desvendá-la, esmiúça-la, vira-la pelo avesso descobrir o gosto, seus costumes, tocá-la, encontrar seus segredos .
Num susto o toque do WhatsApp desvia meus sentidos. Bom dia, criança! Bom …

UM PUNHADO DE ESTRELAS

Parecia plumagem ao vento quando tocou o solo sem querer violar cada pedacinho das ruas iluminadas. Caminhei devagar desfrutando o cheiro longe do mar. Faz tempo ando curiosa. Entre o  longínquo ponto norte americano, ao sul do extremo continente, numa rua para mim desconhecida na fronteira do meu país, pulsa o coração da América.  Inquieta buscava na madrugada, na calma da noite o amanhecer. Se ensolarado ou chuvoso nenhuma diferença, abraçaria meu poeta, seresteiro, amigo, companheiro de toda uma vida, meu filho brasileiro, carioca, macuxi, entraria no imaginário do meu Pablo querido. Os primeiros matizes de verde foram surgindo enquanto no horizonte o sol despertava ainda tímido sob seus feixes de luz – estou na Boa Vista Pablo - orgulhoso pronunciando suas primeiras palavras. Estou na Boa Vista. Vou desvendá-la, esmiúça-la, vira-la pelo avesso descobrir o gosto, seus costumes, tocá-la, encontrar seus segredos .
Num susto o toque do WhatsApp desvia meus sentidos. Bom dia, criança! Bom …