Skip to main content

Posts

Showing posts from August 19, 2012

MUITO PRAZER 3o. capitulo

Até onde pode chegar minhas lembrançasme atirava de supetão, aconchegavaentre seus braços disputando coma irmã maisnovatodosos carinhos. Caia aos prantos quando o via engravatadode saída para o trabalho. Pegavaqualquer coisa a minha pela frentecorria - lhe das mãosnatentativa de o tempo conivente com meus anseios permitisse descobrir o misterioso escritório. Não sabia onde, nem como. Somenteque a noite muitas vezes batia à porta, antes que seus passos fossem ouvidos cruzando o corredor. Não raro um chiado tomava conta do meu peito perdendohoras e dias de diversão. Se não eram de chuva ou nublados, as compressas quentes eram substituídas por brincadeiras como aquelas cócegas de matar qualquer umde tantos risos. Eram os instantes em que o mundo borrifavaternura caminhando de mãos dadas com a felicidade.Eu era feliz.Erámos felizes. Velozes como raios as estações dançavam em redor do solderramando um colorido de miosótis, gerânios, flamboyants nas ruas, praças, nas águas do rio que corr…