Skip to main content

UTOPIA? NÀO. É POSSÍVEL MUDAR O PAÍS.


O  Brasil ainda anda de ressaca. Sem motivos aparente. Ontem foi feriado e todos poderiam colocar o sono em dia, ajeitar a bagunça acumulada durante três  dias  e hoje ir à luta.
Mas, não foi bem assim. As empregadas domésticas esticaram o feriado deixando quem trabalha num enrascada,  o pequeno empresário que é responsável pelo capital circulante e  emprego no país. Digo pequeno porque o grande empresário, gera riquezas mas, ato seguido investe no exterior, sonega impostos, paga o mais baixo salário possível. Empobrece o país.
Começamos bem. Maluf segue preso. Com certeza a  festança em  Benfica onde está o Ex- governador do Rio Sérgio Cabral  rolou solta até as tantas e hoje pode continuar deitado curtindo una vibe, acompanhada da trupe que ele levou junto com as famosas e caríssimas delações premiadas.
Milhões de dólares rolaram neste últimos anos de Mensalão, Lava Jato,  Zelotes,  entre outras milhares de operações que se formaram em todo o país  aumentando o déficit publico. Rios de dinheiro para pegar ladrões que frequentaram Paris, Londres, Orlando, Nova York, os palácios,  ilhas paradisíacas, deitando e rolando com o dinheiro público. Nem sei explicar a falência das joalherias já que a venderam  joias para mulheres e amantes como troca de favores.  Isto sem falar na raia miúda   que leva seu dizimo nem que seja 0.1%.
Sou contra a forma como estas operações são orquestradas, geram  uma despesas paralela de  gastos em premiações, (delações premiadas)  investimento em  aparatos policialescos para manter a ordem das  passeatas pacificas, gastos  que vão  desde o cafezinho até as viagens absurdas ao império Curitibano. Quanta custa a cada brasileiro o centavo roubado pelos políticos corruptos? Onde vai parar o dinheiro que retornou aos cofres públicos? Retornou?????
Alguém se lembra do Programa  MEC -USAID? Do escândalo da CAPEME? Da MANDIOCA?  TUCURUI, ITAIPU, ANGRA I,II,III? OPERAÇÃO DRAGÃO - O CRUZEIRO? LEMBRAM?
Como diz a nossa grande,querida jornalista - Rose Nogueira - a história é um processo.  Para alterar  esta situação limite é preciso: Reforma política, fiscal, eleitoral imediatamente. Vamos começãr de novo contando conosco.Vai valer a pena. Podem crer.
2018 - com dignidade
.



Comments

Popular posts from this blog

SOU FELIZ, SOU MUITO FELIZ - OBRIGADA EDUARDO GUIMARÃES

Edu, sempre amou Fernando Pessoa.  Seu livro de cabeceira preferido. Nunca dorme sem um pequeno verso. Amo você garoto!.


O guardador de rebanhos Eu nunca guardei rebanhos,
Mas é como se os guardasse.
Minha alma é como um pastor,
Conhece o vento e o sol
E anda pela mão das Estações
A seguir e a olhar.
Toda a paz da Natureza sem gente
Vem sentar-se a meu lado.
Mas eu fico triste como um pôr de sol
Para a nossa imaginação,
Quando esfria no fundo da planície
E se sente a noite entrada
Como uma borboleta pela janela.
Mas a minha tristeza é sossego
Porque é natural e justa
E é o que deve estar na alma
Quando já pensa que existe
E as mãos colhem flores sem ela dar por isso.
Como um ruído de chocalhos
Para além da curva da estrada,
Os meus pensamentos são contentes.
Só tenho pena de saber que eles são contentes,
Porque, se o não soubesse,
Em vez de serem contentes e tristes,
Seriam alegres e contentes.
Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais.
Não tenh…

Do capim gordura a brachiaria II

Cheguei uma hora antes. Coisas de engenharia de transito. Sai na hora viável atrasa, se antes corre o risco de adiantar tanto como uma hora de antecedência, por exemplo. Assim foi. Evaldo sai da sala e depara comigo adiantadissssssssima. Um abraço feliz, perguntas sobre a família, esposa. O corriqueiro agradável.
- Aqui de volta. Faz um ano de toda aquela loucura. Hora de novos exames - brinquei
- Certo – argumentou tranqüilo. O calor está insuportável. Não chove, a plantação padece. O capim fica todo calcinado, o gado sofre.
- No interior também a seca está castigando dessa maneira?
- E, como? Sorte minha ter um caseiro boa gente, preocupado cuidadoso, que aprendeu a importância da terra, da preservação da água, do cuidado com o solo. Da necessidade de alternar o capim para fertilizar a terra. Errei algumas vezes, mas apostei na solidariedade.Mulher e sete filhos.
Tomei como meta três situações: preservar um pedaço da mata atlântica, dar educação aos sete filhos do casal, todos hoje…

MUITO PRAZER!

Verde oliva, verde petróleo, verde limão capim da estrada, verde cor de esperanças, verde eternamente verde. Entre o verde exuberante da Mata Atlântica recortada pelas águas barrentas que dividem a cidade de Minas do Estado do Rio Janeiro, Além Paraíba aldeia dos índios Puris, dos tropeirosvindo da corte atraídos pelos minerais preciosos despontou com sua Igrejinha, sua ferrovia e suas escolas – elementos indispensáveis para crescer e multiplicar. A religião, o poder e o conhecimento. Como Macondo repete as mesmas e infindáveis estórias dentro da história. Rodeada de estrelas, longe do cheiro do mar, escrevi meu primeiro poema, esquecido, deixado de lado em algum rincão do passado usurpado da mãos na sala de aula, onde a ordem era apenas ouvir ou responder se perguntado. Numa rara noite de saída, permanentemente proibidas pude ir a um baile. Puro luxo para quem vivia na biblioteca mergulhada entre Balzac, Tolstoi, Machado de Assis, uma que outra Iracema, recanto preferido e amado sep…